Qual a importância do acesso ao saneamento básico para a redução de desigualdades?

Share this

O saneamento básico melhora a saúde, a educação e as oportunidades econômicas das comunidades vulneráveis. Investir nessa infraestrutura é essencial para promover a equidade social.

19 de novembro é o Dia Mundial do Saneamento Básico. Essa data destaca a importância crítica de acesso a serviços de saneamento para o bem-estar humano e o desenvolvimento sustentável. Quando olhamos para a realidade brasileira, esse dia nos instiga a refletir sobre os reflexos das desigualdades.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019, apenas 53% da população brasileira tinha acesso adequado às redes de esgotos. Esse número revela uma lacuna preocupante no que diz respeito à cobertura de saneamento básico em um país de dimensões continentais como o Brasil.

A disparidade na disponibilidade de serviços de saneamento básico não apenas afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas. Mas também desempenha um papel significativo na perpetuação das desigualdades socioeconômicas que impactam o país.

Neste artigo, exploraremos a importância do saneamento básico para um Brasil mais equitativo e saudável. Ainda, apresentaremos iniciativas que ajudam a transformar esse cenário. Vamos lá? Continue a leitura!

O que é saneamento básico?

O saneamento básico representa as soluções que buscam garantir condições adequadas de saúde, higiene e bem-estar para a população.

Esse grupo de serviços envolve:

  • a disponibilização de água potável;
  • a gestão das redes de esgoto;
  • o descarte correto de resíduos sólidos (lixos);
  • a drenagem urbana eficiente;
  • e outras ações relacionadas à limpeza e ao manejo adequado do meio ambiente.

O que de fato inclui o saneamento básico?

O saneamento básico inclui uma série de ações interligadas que vão além da disponibilização de água potável. Saiba mais abaixo!

Coleta e tratamento de esgoto

A coleta e o tratamento adequado do esgoto é essencial para evitar a contaminação da água. O esgoto deve ser coletado nas residências e conduzido a estações de tratamento, onde é purificado antes de ser devolvido ao meio ambiente.

Destinação de resíduos sólidos

Isso inclui a coleta regular de lixo doméstico e a destinação adequada deles, seja por meio da reciclagem, compostagem ou aterros sanitários seguros. A gestão correta do descarte de lixo ajuda a prevenir a poluição do solo e reforça a importância do saneamento básico.

Drenagem urbana

A drenagem eficiente da água da chuva é fundamental para evitar inundações e alagamentos nas áreas urbanas. Sistemas de drenagem adequados ajudam a proteger a infraestrutura e a saúde pública.

Tratamento de água da chuva

Além da drenagem, o tratamento da água da chuva é necessário para remover poluentes antes da sua liberação ao meio ambiente, especialmente em áreas urbanas.

Manejo de águas residuais industriais

Em áreas de indústrias, é fundamental tratar e controlar as águas geradas por processos industriais que podem gerar poluição ambiental.

Educação e conscientização

Promover a educação sobre higiene e saneamento é crucial. Isso inclui informar a população sobre a importância do saneamento básico, além de incentivar práticas de higiene pessoal, uso responsável da água e descarte adequado de resíduos.

Investimentos em infraestrutura

Envolve a construção e manutenção de sistemas de saneamento, como redes de esgoto, estações de tratamento, aterros sanitários, entre outros.

Legislação e regulamentação

Ter leis e regulamentações eficazes é fundamental para garantir a qualidade dos serviços e ressaltar a importância do saneamento básico.

Monitoramento e avaliação

A coleta de dados e a avaliação regular da eficácia dos serviços de saneamento são essenciais para identificar problemas, melhorar a qualidade e tomar decisões informadas sobre investimentos futuros.

Qual a importância do saneamento básico?

A importância do saneamento básico se reflete tanto em questões de saúde quanto no desenvolvimento social. Por isso, o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 da ONU (ODS 6) é “assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos até 2030”.

Para reforçar ainda mais o quanto esse objetivo é necessário, vale apresentarmos as consequências graves que a falta de saneamento básico acarreta.

Diminui doenças

A disposição inadequada de resíduos e a ausência de acesso à de redes de esgoto, resulta em maior exposição a diversos agentes prejudiciais à saúde.

Doenças como leptospirose, disenteria bacteriana, esquistossomose, febre tifóide e cólera apresentam maiores incidências em ambientes carentes de saneamento. Além disso, novos vírus podem explorar práticas deficientes de higiene, como visto durante a pandemia de COVID-19.

Aumento da Longevidade

Com base em informações fornecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de saneamento básico adequado é responsável por 88% das mortes por diarreia em todo o mundo — sendo as crianças, o público mais afetado por esse índice.

Ajuda sistema público de saúde

Segundo a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), no início de 2020, o Brasil despendeu um total de R$16 milhões em internações hospitalares devido a doenças relacionadas à carência de saneamento básico.

Você sabia que a Habitat para a Humanidade Brasil desenvolve soluções de acesso à Água, ao Saneamento e à Higienização?

As soluções de Acesso à Água, ao Saneamento e à Higienização promovidas pela Habitat para a Humanidade Brasil têm como objetivo melhorar a qualidade de vida de comunidades vulneráveis — ampliando o acesso à água potável, saneamento básico e educação em higiene no Pará.

Como resultados, até agora mais de 9.000 pessoas foram impactadas. Tudo isso, por meio da:

  • construção de 797 cisternas urbanas;
  • instalação de 531 pias comunitárias;
  • realização de 1050  melhorias habitacionais de acesso à água, saneamento e higiene;
  • e muito mais!

Saneamento básico nas escolas O saneamento básico é crucial para a saúde e aprendizado das crianças, mas muitas escolas públicas no Brasil ainda carecem desse acesso. 

A Habitat para a Humanidade Brasil foi escolhida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para liderar um projeto de saneamento em escolas na Ilha do Marajó, Pará, que será realizado em parceria com outras organizações.

Com um aporte de até R$ 43 milhões, o projeto beneficiará 460 instituições de 16 municípios do arquipélago, implementando tecnologias sociais sustentáveis, como banheiros ecológicos e fossas sépticas. 

A Habitat Brasil também conduzirá ações educativas e de engajamento na comunidade ao longo de até 3 anos, visando replicar essas soluções no saneamento residencial das famílias locais.

Para contribuir com os projetos, você pode realizar doações financeiras diretas ou se envolver como pessoa voluntária. Além disso, também pode divulgar a proposta e conscientizar outras pessoas sobre a importância do saneamento básico.

Apoie a Habitat Brasil e contribua para manter nossos projetos em andamento, que visam transformar vidas por meio da moradia digna, saneamento básico e água potável para todos. Sua doação é essencial para garantir direitos fundamentais e proporcionar uma vida saudável e digna para milhares de pessoas. Juntos, podemos fazer a diferença, faça uma doação hoje!

Resumindo

O que é e qual a importância do saneamento básico?

O saneamento básico é um grupo de serviços essenciais que engloba desde o fornecimento de água potável até o manejo apropriado da água da chuva. Assim, ele é extremamente importante para o progresso socioeconômico de uma região, impactando diretamente em questões como saúde e meio ambiente.

Qual a importância do saneamento para a saúde?

A importância do saneamento básico para a saúde está principalmente no controle de doenças transmitidas pela água. Ainda, o fornecimento de água potável se torna um alimento seguro à população.

Qual é a importância do saneamento do meio ambiente?

O saneamento do meio ambiente é importante para erradicação de doenças como hepatite A, diarreia, cólera e malária. A gestão correta do lixo diminui drasticamente o impacto ambiental.

O que leva à falta de saneamento básico?

Fatores que levam à falta de saneamento básico são: descarte incorreto de lixo nas ruas e nos esgotos, inexistência de políticas públicas e regulamentação eficazes, falta de chuva e o desperdício de água.