Voluntariado como propósito de vida: conheça a história da Gil

Nem a correria comum das pessoas que vivem na cidade de São Paulo, trabalham e administram uma casa e uma famí­lia afastaram a alegria e a energia com as quais Gil Carvalho se dedica ao trabalho voluntário na Habitat para a Humanidade Brasil.

habitat-voluntariado

Voluntárias Gil e Aline durante construção de casa na comunidade de Heliópolis, em São Paulo.

Aos 46 anos, todos sabem quando a Gil chega, pois onde ela está as pessoas se alegram e o ambiente se transforma. Gil é uma daquelas voluntárias que representam realmente a causa da Habitat Brasil: ela mobiliza outros voluntários, cria uma incrí­vel conexão com as famí­lias beneficiadas e sempre busca outras maneiras de ajudar e agregar, seja na área construtiva, na arrecadação de doações ou materiais de construção.

Voluntária da Habitat Brasil desde que a organização chegou à cidade de São Paulo, em 2013, ela conta que sempre pensou em ajudar outras pessoas.

“Desde pequena, por conta de uma infância pobre, por ter morado em favela” eu tinha feito um propósito de que quando eu tivesse condições, por mais que não tivesse muito dinheiro, de alguma forma, eu ajudaria as pessoas.”, ela conta.

Gil sempre traz soluções criativas e não nega esforços na hora de contribuir com a reforma ou construção de alguma casa na comunidade de Heliópolis. “- Na Habitat, eu posso usar o que eu aprendi em favor de pessoas necessitadas tirando o estigma de que arquitetura é só para quem tem dinheiro”, explica a arquiteta.

“Trabalhar como voluntária na Habitat para mim é muito gratificante porque a gente vê e faz coisas que aos olhos de quem não tem seriam impossí­veis: uma casa reformada, uma casa pintada, poder morar melhor, ter uma qualidade de vida melhor. E isso é muito gratificante: usar o que a gente sabe fazer para melhorar a vida do outro, isso não tem preço. A gente faz para fazer o bem para as pessoas. Mas o que a gente recebe em troca, tanto das famí­lias quanto da equipe da Habitat, é maravilhoso, é bom demais!”, enfatiza.

 

Você também pode gostar
Habitat para a Humanidade e Bloomberg apoiarão 30 reformas no Brasil
Clipping – Rádio Gazeta AM: “Ajuda a quem não tem onde morar”
Clipping – Diario de Pernambuco:”Uma nova vida a partir da moradia”
Clipping – Folha de PE: “Financiamento coletivo custeia instalação de cisternas no Agreste”

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.