Nossa história

Habitat para a Humanidade Brasil é uma organização global não governamental, sem fins lucrativos, que tem como causa a promoção da moradia como um direito humano fundamental. Nossa meta é a eliminação de todas as formas de moradia inadequada. No Brasil há 25 anos, Habitat já desenvolveu projetos em 11 estados e transformou a vida de mais de 70 mil pessoas. Fazemos parte da rede internacional Habitat for Humanity, fundada em 1976 e presente em 70 países. Mundialmente, já foram beneficiadas 9.8 milhões de pessoas. Nos EUA, tem entre seus principais voluntários o ex-presidente Jimmy Carter, como embaixador de Habitat for Humanity.

No Brasil, Habitat apoia o desenvolvimento de comunidades, através de ações de construção, reforma e melhoria de casas, além da regularização urbanística e fundiária de assentamentos. O objetivo é possibilitar um ambiente seguro e saudável para que famílias e comunidades, em situação de vulnerabilidade, consigam se desenvolver e superar a pobreza. Construindo, assim, um futuro com mais oportunidades

A organização também atua com iniciativas de gestão de microcrédito, educação financeira e, através de capacitações, em ações de fortalecimento do protagonismo comunitário. Além disso, Habitat trabalha em articulação com Movimentos de Luta por Moradia e outras organizações sociais, participa do Fórum de Reforma Urbana e de instâncias de gestão democrática no campo do desenvolvimento urbano (conselhos e conferências), assim como também influencia os processos de construção das Políticas Públicas urbanas e habitacionais.

Em 2013, durante a 5ª Conferência Nacional das Cidades, foi reeleita para representar o segmento de ONGs no Conselho Nacional das Cidades, agora na condição de titular. Neste posto, tem uma participação importante na articulação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento urbano do Brasil.

HISTÓRIA E CONQUISTAS

Em 1989, uma trágica enchente em Belo Horizonte trouxe a Habitat ao Brasil, com o objetivo de socorrer famílias que ficaram desabrigadas. Surgiu o primeiro projeto da organização no país: construção de 200 casas no Bairro da Liberdade (Belo Horizonte/MG) para essas famílias que sobreviveram às enchentes, mas perderam tudo no desastre. Em 1992, Habitat foi oficialmente fundada no Brasil.

Em 2001, tivemos a honra de construir a casa nº 35 mil da Habitat na América Latina. Na ocasião, recebemos dezenas de voluntários para ajudar a construir casas para famílias em situação de pobreza – “ incluindo os fundadores da Habitat for Humanity, Millard e Linda Fuller.

Neste meio tempo, Habitat transferiu sua sede de Minas Gerais para o estado de Pernambuco, com objetivo de estar mais próxima dos locais que mais precisavam de projetos e iniciou ações em diversos municípios nordestinos.

Em 2007, iniciamos um projeto na comunidade de Varjada (zona rural do município de Passira, em Pernambuco), onde construímos 124 cisternas para famílias sem acesso a água. Durante a construção, ficou claro que as famílias precisariam de muito mais para se estabelecerem. Então, em parceria com diversas organizações, financiadores, voluntários e as mulheres beneficiadas, a Habitat concentrou seus esforços para garantir que essas mesmas famílias tivessem casas novas, seguras e saudáveis – ” construímos 124 casas na comunidade. O impacto do projeto foi tão significativo que recebeu o Prêmio Nacional de Melhores Práticas da Caixa e o Troféu do Mérito Municipalista da ABM (Associação Brasileira de Municípios).

Em 2008, os alunos da Escola Graduada de São Paulo decidiram apoiar as famílias da comunidade de Varjada. Eles organizaram um desfile de moda chamado “Fashion for Humanity”, que contou com a participação de um grupo de 40 alunos que viajou para ajudar na construção das casas no projeto.

Em 2009, os alunos decidiram ampliar o apoio e realizaram a “Fashion for Humanity 2″, que apresentava as peças costuradas pelas tradicionais bordadeiras da comunidade. Esta doação foi destinada `a construção de uma escola municipal na comunidade. Veja fotos da escola aqui!

Em 2010, Habitat Brasil deu início a um projeto para construir 100 casas para mulheres (chefes de família) raspadeiras de mandioca na cidade de Feira Nova, em Pernambuco. O projeto “Mulheres Construindo Casas e Recriando Vidas”, beneficiou mulheres que trabalhavam em condições precárias, em ambientes insalubres, com longas jornadas diárias e remuneração mensal extremamente baixa. Trabalhando cerca de 14 horas por dia, essas mulheres recebiam apenas R$15 por tonelada de mandioca raspada. Saiba mais sobre este projeto clicando aqui.

Em 2010, a Habitat começou a construir casas através do programa Minha Casa, Minha Vida Entidades – uma modalidade do Minha Casa, Minha Vida onde entidades da sociedade civil coordenam o projeto inteiro, desde a parte construtiva ao trabalho social de desenvolvimento com as famílias. O primeiro projeto desenvolvido foi no município de Paulista (PE), com a construção de 558 unidades para famílias lideradas por mulheres. Desde então, estamos construindo casas para famílias vulneráveis em quatro estados: Ceará, Goiás, Pernambuco e Tocantins.

Em 2011, a UKAid através do órgão britânico DFID (Department for International Development) decidiu apoiar o trabalho de incidência política que Habitat vem desenvolvendo no Brasil. Através de uma parceria de 04 anos, foi possível ajudar 2.400 famílias a entrarem na justiça para terem a posse segura da terra onde estão vivendo, evitando assim que sejam removidas de suas casas e de suas comunidades. O projeto também fortaleceu comunidades e grupos de mulheres através de oficinas e rodas de estudos com foco em temas como gênero, cidadania e direitos humanos. Mas muito além disso, a parceria possibilitou que a Habitat Brasil atuasse em espaços como o Conselho Nacional das Cidades para propor políticas públicas que têm o potencial de beneficiar milhões de pessoas no Brasil inteiro.

Em 2013, Habitat Brasil expandiu sua atuação também para São Paulo, através da implantação do Escritório de Inovações Urbanas, a organização iniciou o projeto de melhorias habitacionais urbanas na comunidade de Heliópolis.

Em 2014, chegando ao fim deste projeto, a Habitat Brasil aprovou duas resoluções no Conselho das Cidades do estado de Pernambuco que beneficiam diretamente quase 04 milhões de pessoas no estado. As políticas são voltadas para a mediação de conflitos urbanos de terra e são ferramentas que ajudam a proteger de remoções violentas famílias vulneráveis que vivem em comunidades de baixa renda. Essas resoluções também foram aprovadas nacionalmente como recomendação para todas as unidades federativas do Brasil.

Este trabalho de incidência política concedeu à Habitat Brasil o Advocacy Award da Habitat for Humanity, por seu grande impacto na vida de famílias sem posse segura da terra no Brasil.

VISÃO

Um mundo onde todos tenham um lugar adequado para morar.

NOSSA MISSÃO

Habitat para a Humanidade incentiva as pessoas a construírem, em um esforço conjunto, casas, comunidades e esperança, procurando assim transformar o amor de Deus em ação.

soc1

PRINC͍PIOS DA MISSÃO

  1. Demonstrar o amor de Jesus Cristo.

Procuramos com o nosso trabalho demonstrar o amor e os ensinamentos de Jesus Cristo. Em todas as nossas ações, acreditamos que o amor e a graça de Deus são abundantes para todos e que devemos ser os agentes desse amor e dessa graça em nosso mundo. Confiamos que, pela fé, o diminuto pode se multiplicar e assim realizar algo grandioso e que, na fé, relações de respeito e cooperação podem crescer entre todas as pessoas.

  1. Foco na moradia.

Como forma de manifestar o amor de Deus, procuramos criar oportunidades para que todas as pessoas possam viver em moradias adequadas. Colocamos a fé em ação ajudando a construir, renovar ou reparar casas e criando parcerias para facilitar e divulgar o acesso à habitação e, assim, diminuir o ciclo de pobreza.

  1. Advogar por moradias adequadas.

Em resposta ao apelo do profeta Miqueias para fazer justiça, amar a misericórdia e caminhar humildemente com Deus, defendemos moradia digna a preços acessíveis para todos e apoiamos o compromisso da comunidade global de considerar a moradia um direito humano básico. Vamos defender políticas habitacionais justas e equitativas para eliminar os obstáculos que as populações vulneráveis enfrentam para ter acesso à moradia adequada. Em todo o nosso trabalho, daremos ênfase ao tema da habitação, procurando tocar corações e mentes das pessoas, de forma que a pobreza habitacional torne-se inaceitável dos pontos de vista social, político e religioso.

  1. Promover a dignidade e a esperança.

Acreditamos que ninguém consegue viver com dignidade sabendo que outras pessoas ao redor não vivem em condições dignas. Acreditamos que cada pessoa tem algo a contribuir e também a ganhar com a criação de comunidades onde todos tenham um lugar adequado e acessível para morar. Acreditamos que a dignidade e a esperança são alcançadas mais plenamente com a ajuda de parcerias equitativas, transparentes e responsáveis.

  1. Apoiar o desenvolvimento sustentável e transformador.

O sucesso do nosso trabalho é alcançado quando ele transforma vidas e promove mudanças positivas e duradouras nos âmbitos social, econômico e espiritual; quando se baseia em confiança mútua e em realização plenamente compartilhada; e quando reflete uma gestão responsável de todos os recursos que nos são confiados.

 

DOE AGORA MESMO