Os comentários são Desativado

Furacão Matthew: situação atual e trabalho da Habitat for Humanity Haiti

No último dia 4 de outubro, o furacão Matthew – de categoria 4 – atravessou a região do Caribe com ventos de 235 km/h atingindo violentamente a região sudoeste do Haiti, causando mortes, danos generalizados, enchentes e deslizamentos. 1.410.774 pessoas estão precisando de ajuda humanitária urgente. Milhares de pessoas perderam tudo e estão desalojadas.

  • Oficialmente, o furacão causou 483 mortes no Haiti. No entanto, o balanço oficial é provisório e este número deverá crescer à medida que as avaliações estão ainda em curso. A agência Reuters, por exemplo, está divulgando um balanço contabilizando mil mortos.
  • As tempestades e chuvas agravaram as vulnerabilidades já existentes no Haiti, incluindo a cólera, a falta de infraestrutura e as habitações precárias.
  • A tempestade devastou casas, inclusive estruturas e fundações. Os telhados que ficaram de pé, foram roubados. De acordo com dados oficiais do governo, cerca de 120.000 casas foram afetadas, das quais 2.381 foram inundadas, 25.160 foram altamente danificadas e 500, destruídas. O número de desabrigados é 61.537 em 191 abrigos temporários.
  • Áreas afetadas. Três (3) dos 10 departamentos foram mais afetados, em particular; Grand’Anse, Nippes e Sud (Sul). Impactos significativos foram relatados no departamento de Sud, especificamente o departamento de Les Cayes e no departamento de Grande-Anse, especificamente a cidade de Jérémie.
1.410.774 pessoas em necessidade de ajuda humanitária urgente

1.410.774 pessoas em necessidade de ajuda humanitária urgente

  • CÓLERA – O surto de cólera em curso no Haiti é a pior epidemia da doença na história recente, de acordo com o U.S. Center for Disease Control and Prevention. Com a passagem do furacão, a situação se complica com o risco de um aumento dos casos, devido aos danos às infraestruturas, às inundações e água estagnada e à falta de abrigo adequado. A Organização Mundial de Saúde (OMS) relatou um aumento de casos em Grand’Anse (148 casos), Sud (53 casos), Nord-Ouest (6 casos) e Artibonite (28 casos).
  • Segurança alimentar: 100% da colheita em áreas afetadas foi perdida. Cerca de 1,4 milhões de pessoas estão precisando de assistência imediata.
  • Educação e saúde: De acordo com a Unicef, pelo menos, 300 escolas foram danificadas. A Organização Panamericana de Saúde (World Health Organization) informou que 23 unidades de saúde foram afetadas.
  • De acordo com os parceiros do Shelter Cluster, assistência imediata é necessária para apoiar as comunidades que hoje já estão trabalhando no sentido de melhorar a sua situação; eles não estão esperando por ajuda, mas precisam de apoio, físico, técnico e financeiro para reduzir os riscos de saúde que foram criados.

COMO HABITAT TEM RESPONDIDO À ESTA EMERGÊNCIA

Habitat for Humanity Haiti está comprometida, com uma resposta coordenada em parceria com outros atores, a determinar as necessidades, o foco e a segmentar essa resposta ao desastre.  

Habitat Haiti já está implementando um plano de resposta à esta emergência. As ações, focadas nas localidades mais atingidas, beneficiarão diretamente cerca de 3.500 famílias (17.500 indivíduos), além de 10 projetos de infraestrutura na comunidade e 30 projetos de impacto rápido via Community Contracting. Famílias e comunidades apoiadas também serão apoiadas através da distribuição de kits de higiene, filtros de água, recipientes para armazenamento de água e conjuntos de cozinha.

Atuando há mais de 30 anos no país, Habitat for Humanity Haiti tem se empenhado na prestação de serviços de habitação para grupos e comunidades vulneráveis no país. A organização construiu 2.000 novas casas permanentes antes do terremoto, em comunidades de cinco regiões do país. Seis anos após o terremoto, Habitat Haiti forneceu abrigo para mais de 4.000 famílias, reparou e reabilitou mais de 525 casas, realizou mais de 12.000 avaliações de danos e construiu 300 casas permanentes. Mais de 6.600 haitianos foram treinados por meio do Habitat Resource Centers e mais de 700 haitianos têm encontrado oportunidades de emprego. Habitat tem servido mais de 55.000 famílias no Haiti.

Você também pode gostar
Habitat Brasil marcou presença no III Fórum Latino Americano de Habitação e Habitat
Especialistas se unem para superar os desafios da habitação na América Latina e no Caribe
Quantas vezes você já usou água potável hoje?
Campanha Solo Seguro