Os comentários são Desativado

Furacão Matthew: situação atual e trabalho da Habitat for Humanity Haiti

No último dia 4 de outubro, o furacão Matthew – de categoria 4 – atravessou a região do Caribe com ventos de 235 km/h atingindo violentamente a região sudoeste do Haiti, causando mortes, danos generalizados, enchentes e deslizamentos. 1.410.774 pessoas estão precisando de ajuda humanitária urgente. Milhares de pessoas perderam tudo e estão desalojadas.

  • Oficialmente, o furacão causou 483 mortes no Haiti. No entanto, o balanço oficial é provisório e este número deverá crescer à medida que as avaliações estão ainda em curso. A agência Reuters, por exemplo, está divulgando um balanço contabilizando mil mortos.
  • As tempestades e chuvas agravaram as vulnerabilidades já existentes no Haiti, incluindo a cólera, a falta de infraestrutura e as habitações precárias.
  • A tempestade devastou casas, inclusive estruturas e fundações. Os telhados que ficaram de pé, foram roubados. De acordo com dados oficiais do governo, cerca de 120.000 casas foram afetadas, das quais 2.381 foram inundadas, 25.160 foram altamente danificadas e 500, destruídas. O número de desabrigados é 61.537 em 191 abrigos temporários.
  • Áreas afetadas. Três (3) dos 10 departamentos foram mais afetados, em particular; Grand’Anse, Nippes e Sud (Sul). Impactos significativos foram relatados no departamento de Sud, especificamente o departamento de Les Cayes e no departamento de Grande-Anse, especificamente a cidade de Jérémie.
1.410.774 pessoas em necessidade de ajuda humanitária urgente

1.410.774 pessoas em necessidade de ajuda humanitária urgente

  • CÓLERA – O surto de cólera em curso no Haiti é a pior epidemia da doença na história recente, de acordo com o U.S. Center for Disease Control and Prevention. Com a passagem do furacão, a situação se complica com o risco de um aumento dos casos, devido aos danos às infraestruturas, às inundações e água estagnada e à falta de abrigo adequado. A Organização Mundial de Saúde (OMS) relatou um aumento de casos em Grand’Anse (148 casos), Sud (53 casos), Nord-Ouest (6 casos) e Artibonite (28 casos).
  • Segurança alimentar: 100% da colheita em áreas afetadas foi perdida. Cerca de 1,4 milhões de pessoas estão precisando de assistência imediata.
  • Educação e saúde: De acordo com a Unicef, pelo menos, 300 escolas foram danificadas. A Organização Panamericana de Saúde (World Health Organization) informou que 23 unidades de saúde foram afetadas.
  • De acordo com os parceiros do Shelter Cluster, assistência imediata é necessária para apoiar as comunidades que hoje já estão trabalhando no sentido de melhorar a sua situação; eles não estão esperando por ajuda, mas precisam de apoio, físico, técnico e financeiro para reduzir os riscos de saúde que foram criados.

COMO HABITAT TEM RESPONDIDO À ESTA EMERGÊNCIA

Habitat for Humanity Haiti está comprometida, com uma resposta coordenada em parceria com outros atores, a determinar as necessidades, o foco e a segmentar essa resposta ao desastre.  

Habitat Haiti já está implementando um plano de resposta à esta emergência. As ações, focadas nas localidades mais atingidas, beneficiarão diretamente cerca de 3.500 famílias (17.500 indivíduos), além de 10 projetos de infraestrutura na comunidade e 30 projetos de impacto rápido via Community Contracting. Famílias e comunidades apoiadas também serão apoiadas através da distribuição de kits de higiene, filtros de água, recipientes para armazenamento de água e conjuntos de cozinha.

Atuando há mais de 30 anos no país, Habitat for Humanity Haiti tem se empenhado na prestação de serviços de habitação para grupos e comunidades vulneráveis no país. A organização construiu 2.000 novas casas permanentes antes do terremoto, em comunidades de cinco regiões do país. Seis anos após o terremoto, Habitat Haiti forneceu abrigo para mais de 4.000 famílias, reparou e reabilitou mais de 525 casas, realizou mais de 12.000 avaliações de danos e construiu 300 casas permanentes. Mais de 6.600 haitianos foram treinados por meio do Habitat Resource Centers e mais de 700 haitianos têm encontrado oportunidades de emprego. Habitat tem servido mais de 55.000 famílias no Haiti.

Você também pode gostar
Habitat para a Humanidade e Bloomberg apoiarão 30 reformas no Brasil
25 anos – O início de tudo: a chegada da Habitat no Brasil
Habitat e Jimmy Carter beneficiam 150 famílias no Canadá
Juntos, estamos mudando essa realidade. Assista!