|Clipping| Organização reformula site para se adequar a estratégia de captação, aumenta acessos em mais de 300% e ganha prêmio – Captamos

A reformulação do site da Habitat Brasil foi tema de matéria do portal Captamos. Confira a seguir:

11 de Outubro às 09:00

Até 2015, quem digitasse o nome da Habitat para a Humanidade Brasil na internet topava com uma encrenca: encontrava não um, mas dois sites com o nome da organização, com enfoques diferentes. Naquele ano, uma mudança na estratégia de captação da instituição, que lida com temas ligados a moradia, incluiu o replanejamento de sua presença digital.

O resultado? A organização mais do que triplicou os acessos a suas páginas, que se tornaram ferramenta central no contato com doadores individuais. E, em 2016, ganhou prêmio da Associação Brasileira de Captadores de Recursos na categoria – Melhor site para captação.

A reformulação não envolveu apenas design nem a unificação dos endereços (antes, um era do escritório do Recife, sede da Habitat for Humanity International no Brasil desde 1992, e outro da unidade de São Paulo, aberta em 2013). A chave foi enfatizar os aspectos relacionados a captação de recursos.

Como isso se deu? Todos os conteúdos, produzidos internamente, foram reescritos, de modo a destacar o call to action, o estí­mulo para que o visitante conheça e apoie uma ação. A principal mudança, no entanto, foi na página de contato com novos doadores. Mesmo sem terminar sua ficha de inscrição, o potencial apoiador já entra no banco de dados da organização ao colocar seus contatos. Nós conseguimos 1.500 novas leads [pessoas interessadas em doar] por mês pelo site. Com os dados, podemos ir atrás delas via telemarketing, afirma o gerente de marketing direto da entidade, Eduardo Massa.

Leia o restante da matéria aqui.
Você também pode gostar
Clipping – Rádio Gazeta AM: “Ajuda a quem não tem onde morar”
25 anos – O início de tudo: a chegada da Habitat no Brasil
Clipping – Diario de Pernambuco:”Uma nova vida a partir da moradia”
Clipping – Folha de PE: “Financiamento coletivo custeia instalação de cisternas no Agreste”

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.